Passar para o conteúdo principal

Chegar a mais doentes num mundo sem fronteiras

CEO Insights

Ontem tive o privilégio de representar a Baxter na conferência anual Brainstorm Health da Fortune, onde me juntei ao painel “Borderless World” (Mundo sem fronteiras) ao lado de George Barrett, Presidente Executivo da Cardinal Health, e Michael Milken, Presidente do Milken Institute.

Tal como muitas outras indústrias e tecnologias das quais dependemos diariamente, os cuidados de saúde foram profundamente afetados pela globalização… por vezes para o melhor, outras nem tanto. Ajudou claramente a desenvolver a consciencialização, os conhecimentos especializados e o acesso a cuidados de qualidade os doentes em todo o mundo. Ao mesmo tempo criou novos desafios, tal como a rápida disseminação de pandemias e a crescente prevalência da obesidade, da diabetes e da doença renal crónica, entre outras doenças crónicas, nos países em vias de desenvolvimento.

Existem ainda muitas formas de podermos aproveitar as vantagens da globalização no setor dos cuidados de saúde e no ecossistema mais alargado, desde o desenho de ensaios clínicos mais padronizados a novos paradigmas operacionais na I&D e na cadeia de abastecimento. Tal como o nosso painel realçou, a chave é que o setor, as entidades reguladoras e os profissionais de saúde se unam e acolham este potencial.

A Baxter está bem posicionada para fazer a diferença. Com 47.000 colaboradores em todo o mundo motivados pela nossa missão de salvar e preservar a vida, e produtos que servem doentes em mais de 100 países, estamos empenhados em impulsionar inovação globalmente inspirada de formas que expandem constantemente o alcance e o impacto dos cuidados de qualidade.

—Joe Almeida, Presidente e CEO