BAXTER E VIPUN MEDICAL ANUNCIAM ACORDO PARA COMERCIALIZAR SISTEMA INOVADOR DE MONITORIZAÇÃO GÁSTRICA QUE AJUDA A MELHORAR A NUTRIÇÃO CLÍNICA

Press Release
  • Sistema inovador mede a mobilidade gastrintestinal para ajudar os médicos a identificar a intolerância à nutrição por via entérica;

  • Tecnologia desenvolvida para ajudar a eliminar a desnutrição na UCI e apoiar a tomada de decisão clínica;

  • Baxter obtém direitos de distribuição exclusivos para comercializar o sistema em todo o mundo

PDF

Lisboa - July 31, 2020

A Baxter, líder global em nutrição clínica, e a VIPUN Medical, empresa que desenvolve soluções de tecnologia para ajudar a melhorar a nutrição clínica, anunciaram um acordo para comercializar o sistema VIPUN de monitorização gástrica. Este sistema inovador apresenta um tubo de alimentação entérica “inteligente”, desenvolvido para medir a motilidade gástrica, com o objetivo de ajudar os médicos a identificar a intolerância à nutrição por via entérica e a tomar melhores decisões no âmbito da terapia nutricional, seja na Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) ou noutros serviços. Segundo o acordo estabelecido, a Baxter apoiará os estudos clínicos necessários para obter aprovação regulatória nos principais mercados do mundo e os direitos de distribuição global. Os termos adicionais do contrato não foram divulgados.

"O Sistema de Monitorização Gástrica VIPUN será uma inclusão importante ao portefólio de nutrição da Baxter", referiu Jorge Vasseur, Diretor-Geral da Unidade de Nutrição Clínica da Baxter. “Embora a calorimetria indireta possa ajudar a determinar as necessidades energéticas individuais, o Sistema de Monitorização Gástrica VIPUN foi desenvolvido para ajudar a dar resposta à necessidade de detetar a tolerância à nutrição por via entérica de forma precisa e em tempo real. O nosso amplo portfólio de produtos de nutrição parentérica pretende ajudar a garantir que os doentes que não toleram a nutrição por via entérica, obtenham igualmente os nutrientes de que precisam.”

A intolerância à nutrição por via entérica (EFI) é um problema grave entre os doentes na UCI. Cerca de quatro em cada dez doentes na UCI experienciam EFI, o que muitas vezes resulta em quantidades inadequadas de nutrientes fornecidas ao doente e contribui para o risco de desnutrição.1,2 A EFI está associada a resultados clínicos negativos, como pneumonia, maiores períodos de internamento e taxa de mortalidade mais elevada.3,4 O diagnóstico, o tratamento e a monitorização da EFI são complexos, já que requerem a avaliação de múltiplos sinais e sintomas clínicos, alguns dos quais subjetivos e controversos, tempo despendido por parte dos médicos, e com abordagens distintas dependendo das e equipas e dos hospitais/ clínicas.3 Em doentes que não toleram a nutrição entérica, a nutrição parentérica pode ser a modalidade de tratamento adequada para atingir as metas nutricionais.

"Esta tecnologia inovadora tem o potencial não só de alterar significativamente a forma como os médicos administram a terapia nutricional, como o de melhorar os cuidados de saúde dos doentes mais vulneráveis", referiu Nico Van Tichelen, CEO da VIPUN Medical. "Na Baxter, encontrámos um parceiro que partilha o mesmo compromisso de ajudar a melhorar a nutrição clínica enquanto prática, bem como os recursos e a experiência para disponibilizar esta tecnologia aos médicos e aos doentes que dela necessitam."

 

Sobre a Baxter
Todos os dias, milhões de doentes e profissionais de saúde confiam nos produtos da Baxter, companhia de produtos médicos renais, nutrição parentérica, cuidados intensivos, hospitalares e cirúrgicos. Fundada há mais de 85 anos e com uma forte herança em inovações médicas, a Baxter está a desenvolver a próxima geração de terapias inovadoras que permitem salvar e prolongar vidas. Atualmente, a companhia disponibiliza produtos, tecnologias e terapias em mais de 100 países. Em Portugal, a Baxter está presente há mais de 20 anos e encontra-se sediada em Sintra. Para mais informações sobre a Baxter visite www.baxter.com ou www.baxter.pt.

 

Sobre a VIPUN Medical
A VIPUN Medical é uma empresa privada da KU Leuven, pioneira num novo método de monitorização gastrointestinal que visa melhorar a nutrição clínica de doentes críticos e outros doentes vulneráveis. O Sistema de Monitorização Gástrica VIPUN ™ visa facilitar a tomada de decisão de terapia nutricional por parte das equipas clínicas, bem informada e rápida, reduzindo, assim, a taxa de desnutrição e as complicações relacionadas com a nutrição do doente. A VIPUN Medical está sediada em Mechelen. Para mais informações visite: www.vipunmedical.com.

Esta versão inclui declarações prospetivas sobre o Sistema de Monitorização Gástrica da Baxter e VIPUN, incluindo indicações, uso, eficácia, riscos e expectativas em relação à sua disponibilização em todo o mundo. As declarações são baseadas em suposições sobre muitos fatores relevantes, incluindo os seguintes, que podem fazer com que os resultados reais sejam materialmente diferentes dos incluídos nas declarações prospetivas: satisfação dos requisitos regulatórios e outros; ações de órgãos reguladores e outras autoridades governamentais; resultados de estudos clínicos; questões de qualidade, fabrico ou fornecimento de produtos; segurança do doente; alterações legislativas e regulamentares; e outros riscos identificados nos arquivos mais recentes da Baxter no Formulário 10-K e em outros arquivos da SEC, todos disponíveis no site da Baxter. A Baxter não se compromete a atualizar suas declarações prospetivas.

 

Baxter é uma marca registada da Baxter International Inc. VIPUN é uma marca registada da VIPUN Medical NV.

O Sistema de Monitorização Gástrica VIPUN é um dispositivo em estudo e, neste momento, não está disponível para comercialização.
 

1 Merchan C et al. Tolerability of Enteral Nutrition in Mechanically Ventilated Patients With Septic Shock Who Require Vasopressors. J Intensive Care Med. 2017 Oct;32(9):540-546
2 Heyland DK, et al. The prevalence of iatrogenic underfeeding in the nutritionally ‘at-risk’ critically ill patient: Results of an international, multicenter, prospective study. Clin Nutr 2015; 34: 659–66
3 Gungabissoon U, et al. Prevalence, Risk Factors, Clinical Consequences, and Treatment of Enteral Feed Intolerance During Critical Illness JPEN J Parenter Enteral Nutr. 2015;39:441-448
4 Mentec H, et al. Upper digestive intolerance during enteral nutrition in critically ill patients: Frequency, risk factors, and complications. Crit Care Med 2001; 29:1955–1961