Passar para o conteúdo principal

BAXTER LANÇA NOVA FORMULAÇÃO DE NUTRIÇÃO PARENTÉRICA PARA RESPONDER À ELEVADA NECESSIDADE DE PROTEÍNA DOS DOENTES CRÍTICOS

Press Release
  • A nova formulação de Nutrição Parentérica (NP) está disponível na Europa

    Olimel N12 é uma solução pronta a usar desenvolvida para dar resposta às necessidades dos doentes críticos

    Olimel N12 combina uma formulação rica em proteínas e em baixo teor de glucose, resultando na menor relação entre energia e proteína atualmente disponível em bolsas tri-compartimentadas

    As diretrizes da Sociedade Europeia de Nutrição Clínica e Metabolismo (ESPEN) e da Sociedade Americana para Nutrição Parentérica e Entérica (ASPEN) recomendam uma maior ingestão de proteínas pelos doentes críticos e oncológicos

Lisboa - August 29, 2019

A Baxter, companhia líder em nutrição clínica, acaba de lançar Olimel N12 na Europa, uma fórmula baseada em azeite, que vem reforçar o portefólio de bolsas de Nutrição Parentérica tri-compartimentadas. O lançamento europeu decorrerá no âmbito do 41º Congresso da Sociedade Europeia de Nutrição Clínica e Metabolismo (ESPEN), que decorre entre os dias 31 de agosto e 3 de setembro.

Olimel N12 combina uma formulação rica em proteínas com baixo teor de glucose, resultando na menor relação entre energia e proteína atualmente disponível em bolsas tri-compartimentadas. A nova formulação contém:

  • 76g de aminoácidos por litro, desenvolvido para atingir níveis proteicos em volumes de fluído mais reduzidos;
  • Apenas 73g de glicose por litro, que ajuda a reduzir o potencial de carga glicémica e, consequentemente, o risco de hiperglicemia;
  • Uma emulsão lipídica baseada em azeite que pode preservar a função imunológica[i][ii][iii][iv][v]

“Cerca de 40% dos doentes hospitalizados estão desnutridos ou em risco nutricional devido à sua condição clínica. Em alguns casos, como em doentes com cancro do estômago, do pâncreas e do esófago, esta percentagem pode atingir os 60%. A desnutrição tem um impacto significativo quer nos resultados clínicos, quer nos sistemas de saúde. Está diretamente relacionada com um aumento da taxa de infeções, com a diminuição da qualidade de vida, com o aumento da morbilidade e mortalidade, bem como com um tempo de internamento mais alargado e um aumento dos custos de saúde”, afirma Pilar Gargia-Lorda, Diretora Médica da Unidade de Nutrição Clínica da Baxter.

“As necessidades nutricionais dos doentes podem alterar-se ao longo da sua doença e do período de recuperação, e o equilíbrio de nutrientes é essencial em qualquer terapia nutricional. Conseguir uma ingestão nutricional adequada por via oral ou através de alimentação por sonda nem sempre é possível e, nesses casos, a alimentação intravenosa é fundamental para manter e melhorar o estado nutricional do doente”, acrescenta.

O facto de 50% dos doentes em estado grave não receberem uma ingestão nutricional adequada representa um grande desafio. Tanto as diretrizes da ESPEN como da ASPEN recomendam uma maior ingestão de proteínas neste grupo de doentes, com redução da ingestão de calorias. Além disso, estes doentes apresentam restrições na quantidade de fluidos que lhes podem ser administrados. Doentes críticos estão mais predispostos a uma rápida quebra de proteínas e de perda muscular.[vi] Estudos demonstraram que uma nutrição ideal, envolvendo tanto o consumo moderado de energia como o elevado teor de proteína, está associada a uma redução da mortalidade.[vii] Verifica-se também que a maior ingestão de proteína melhora a função renal.[viii]

Até ao momento, as soluções de nutrição parentérica prontas a usar não possibilitavam o equilíbrio necessário de macronutrientes que permitisse alcançar os níveis de proteína sem aumentar o risco de excesso de calorias e glicémia, o que poderia conduzir a resultados clínicos abaixo do ideal.

A nova formulação Olimel N12 está disponível na Alemanha, Reino Unido, Áustria, Holanda, Suécia, Noruega e Dinamarca. Até ao final do ano, deverá estar disponível em França, Itália, Espanha, Irlanda, Portugal e Finlândia.

 

Informações importantes sobre o perfil de segurança / risco de Olimel N12

Indicações Terapêuticas:

OLIMEL / PERIOLIMEL está indicado para a nutrição parentérica em adultos e crianças maiores de 2 anos de idade, quando a nutrição por via oral ou através de alimentação por sonda é impossível, insuficiente ou contraindicada.

OLIMEL / PERIOLIMEL não é recomendado para uso em crianças de idade inferior aos 2 anos devido à composição e volume inadequados.

Contraindicações:

O uso de OLIMEL / PERIOLIMEL com ou sem eletrólitos é contraindicado nas seguintes situações:

  • Em recém-nascidos prematuros, bebés e crianças com menos de 2 anos de idade;
  • Hipersensibilidade às proteínas do ovo, soja ou amendoim ou qualquer uma das substâncias ativas ou excipientes;
  • Anormalidades congénitas no metabolismo de aminoácidos,
  • Hiperlipidemia grave ou distúrbios graves do metabolismo lipídico caracterizados por hipertrigliceridemia;
  • Hiperglicemia grave.

O uso de OLIMEL / PERIOLIMEL com eletrólitos é contraindicado nas seguintes situações:

  • Concentrações plasmáticas patologicamente elevadas de sódio, potássio, magnésio, cálcio e / ou fósforo.

 

Baxter e Olimel são marcas registadas da Baxter International Inc.


[i] Jia Nutrition Journal 2015;14-119.

[ii] Calder PC, et al. Intensive Care Med 2010;36:735-49.

[iii] Granato D, et al. JPEN J Parenter Enteral Nutr 2000;24:113-8.

[iv] Olthof E, et al. Clin Nutr 2013;32:643-649. 4. Pontes-Arruda A, Clin Nutr Suppl 2009;4:19-23. 5.

[v] Waitzberg DL, et al. JPEN J Parenter Enteral Nutr 2006;30:351-67.

[vi] Jia Nutrition Journal 2015;14-119

[vii] Zusman 2016

[viii] Calder P

 

Ref. Baxter PT:

015/19

Data Ref. Baxter PT:

08/2019